Sábado, 18 de novembro de 201718/11/2017
Nublado
17º
20º
25º
Sao Paulo - SP
Erro ao processar!
Patrocínio_LARGO_01
INTERESSANTES
Por que o Google não conseguiu comprar o JW
Uma Mega transação unilateral de vontade que não aconteceu
Indicatu Web Notícias São Paulo - SP
Postada em 18/05/2017 ás 15h46 - atualizada em 08/09/2017 ás 14h36
Por que o Google não conseguiu comprar o JW

(Foto: Reprodução)

O site jw.org pertence a entidade Watch Tower (Torre de Vigia), não está à venda e é a maior biblioteca de conteúdo religioso online do mundo. Seu acervo vai desde um gigantesco material escrito de mais de 130 anos de história a vídeos e arquivos em áudio. Seu setor de recursos humanos para dar conta de toda essa montanha gigantesca de conteúdo ultrapassa a casa dos 200 mil.


Mas, para o google, só uma coisa lhe interessa: É o programa de tradução do JW, fruto de longos anos de trabalho e dedicação, próprios de uma organização de quase dois séculos de história. São mais de 800 línguas e dialetos traduzidos de forma fiel ao seu original. Isso faz com que o site jw.org seja o mais valioso e caro do mundo, mais poderoso do que o próprio google.


Por que o google não conseguiu comprá-lo?


Segundo os religiosos, porque o sistema de tradução da entidade, além de não está à venda, não tem fins lucrativos, comerciais. Seu uso é de única e exclusiva finalidade para suas atividades ‘teocráticas’ e sem ambições ou pretensões financeiras. Quem comprasse o sistema poderia revender sua licença, até mesmo mais cara e para fins totalmente contrários àqueles dos quais foram criados. Um sistema desses seria de grande interesse às forças armadas de qualquer país, servindo para fins de uso militar, por exemplo. Isso facilitaria sobremaneira a interpretação de quaisquer códigos secretos, um artefato indispensável a qualquer agência de inteligência que se preze. Só que, ninguém quer levar nas costas o peso de ser o responsável, direito ou não, de abastecer o altar de sacrifícios do senhor da guerra.


Até Fevereiro do ano passado o google contava com 103 idiomas traduzidos, isso porque a empresa havia acabado de ganhar suporte de tradução de mais 13 línguas. E, ainda assim, muitas melhorias precisam ser feitas, pois o sistema continua apresentando uma boa margem de erros nas traduções.


Quanto custaria? Segundo comentários, o google estaria disposto a desembolsar grana equivalente à sua compra do youtube, que lhe custou mais de US$ 1 bilhão. Entretanto, são números quase que irrisórios quando se trata de organizações poderosas. Suponha-se que a receita de algumas das religiões mais poderosas do mundo passa da casa dos 9 bilhões mensais e os TJs são considerados uma religião “pobre” comparada com essas potências cristãs.


Enfim, não foi desta vez que o google conseguiu impor sua vontade pelo poder do níquel. Por enquanto, para que os meios encontrem o seu fim, para o maior motor de busca do mundo ainda há um logo caminho a percorrer, uma fiel e dedicada equipe a ser montada, longas horas de estudo e interação com nativos de regiões remotas para que ele possa ter o seu próprio sistema, completo e autêntico.


Ag. Indicatu – SP/BR – 18/05


Obs: Indicatu Web Notícias não é parceiro nem autoriza a reprodução de seu conteúdo por parte de dissidentes das testemunhas de Jeová.

FONTE: - Da redação
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
imprimir
460.012
© Copyright 2017 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium