Segunda, 18 de dezembro de 201718/12/2017
Nublado
19º
21º
24º
Sao Paulo - SP
Erro ao processar!
Patrocínio_LARGO_01
INTERNACIONAL
Na Rússia, carta anônima ameaçadora é enviada a promotor público para incriminar Testemunhas de Jeová
Duas casas de Testemunhas de Jeová Foram invadidas pela polícia russa
Indicatu Web Notícias São Paulo - SP
Postada em 08/11/2017 ás 23h06 - atualizada em 17/12/2017 ás 12h49
Na Rússia, carta anônima ameaçadora é enviada a promotor público para incriminar Testemunhas de Jeová

(Foto: Reprodução / JW - Rússia)

Um promotor público da cidade de Bugulma no Tartaristão, na Rússia, recebeu uma carta anônima ameaçadora de um cidadão de Moscou, também na Rússia, de conteúdo não revelado para imprensa, mas que, de certa forma, representava uma séria ameaça a um promotor público Russo.


Segundo o site JW em russo, duas casas de testemunhas de Jeová foram invadidas e revistadas pela polícia russa na busca de provas que incriminassem os religiosos. 


Na batida policial, um tablet, um computador, cadernos e vários livros foram apreendidos na casa de Alexander Levin, testemunha de Jeová, em Bugulma.


O motivo para ação criminal que autorizou a invasão da polícia em residências de testemunhas de Jeová era de que, o conteúdo da carta enviada anonimamente por um cidadão de Moscou a um promotor de Bugulma, no Tartaristão, citava de modo indireto a proscrição das Testemunhas de Jeová no país.


 Ainda de acordo com o site JW em russo, a autorização para invasão de residências de testemunhas de Jeová  por parte da polícia russa é apenas mais uma forma de pressionar as Testemunhas de Jeová a abandonarem a sua fé.


 Ao que dá a entender, parece mais uma forma de sabotagem para prejudicar a imagem dos religiosos há 7 meses bandidos no país, mas que continuam discretamente a manifestarem sua fé.


A presença das testemunhas de Jeová na Rússia ainda parece ser motivos de incômodo para a religião oficial do país, a Igreja Ortodoxa russa, mesmo tendo os religiosos os seus direitos cassados de forma arbitrária pelo governo russo.


AGÊNCIA INDICATU - SP/BR - 08/11


Texto: Nossa redação 


Fonte:


https://jw-russia.org/news/17092209-220.html


 

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
imprimir
630
© Copyright 2017 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium