Segunda, 19 de fevereiro de 201819/2/2018
Chuva
17º
24º
25º
Sao Paulo - SP
Erro ao processar!
INTERNACIONAL
Governo da Bolívia decreta o fim das religiões cristãs no país
Mudança no código penal boliviano tornará crime o culto cristão no país
Indicatu Web Notícias São Paulo - SP
Postada em 16/01/2018 ás 13h35 - atualizada em 29/01/2018 ás 10h10
Governo da Bolívia decreta o fim das religiões cristãs no país

(Foto: Print vídeo - WhatsApp)

A lei que entrará em vigor em 1 ano e meio na Bolívia prevê a criminalização daqueles que professam serem cristãos e pode significar a verdadeira caçada a todos os fiéis que propagam a palavra de Deus sob a insígnia desse movimento.


A mudança no código penal gerou protestos. A maioria da população boliviana não gostou da mudança que ‘torna crime’ a evangelização. Cristãos de todas as denominações poderão ser presos em virtude da fé em Jesus Cristo.


A capital boliviana foi palco de protestos violentos de cristãos indignados com a lei. Os manifestantes foram reprimidos pela polícia com bombas de efeito moral, as quais eram arremetidas de volta nos policiais pelos manifestantes.


No centro de La Paz, capital da Bolívia, evangélicos se ajoelharam para orar. Jornalistas e advogados também se uniram para apoiar os fiéis, visto que a mudança também prevê que, quem denunciar quaisquer abusos praticados pelo governo poderá receber punições severas sem chances de apelação.


De acordo com o pensamento do governo boliviano, a liberdade de imprensa e religião é uma concessão de estado, ou seja, só se é possível adorar a Deus e noticiar os fatos se o governo autorizar.


Autoridades religiosas e associações que representam os evangélicos no país já entraram com ação para revogar a lei que torna crime o culto cristão ali.


Resta saber se o governo irá manter sua decisão de banir por completo todas as igrejas do solo boliviano.


Veja a reportagem na íntegra:


https://www.youtube.com/watch?v=kOw1Mtq_KpA


Agência Indicatu – SP/BR –


Texto: Da redação

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
imprimir
20.566

Publicidade

Facebook

Publicidade

Publicidade

Mais lidas do mês

Publicidade

CENTRAN
Enquete
Qual o predileto no judiciário para assumir a presidência

Joaquim Barbosa
337 votos - 50.1%

Carmem Lúcia
336 votos - 49.9%

© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium